Buscar
  • Vilmar Falcão

Dicas de adestramento básico para cães.

Atualizado: Out 7

O adestramento representa muito mais do que ensinar alguns truques porque achamos engraçado ou bonito; a educação canina tem objetivos claros que são: estimular a mente do cachorro e facilitar a convivência e o seu comportamento em sociedade, possibilitando uma comunicação clara entre o tutor e o animal.

É importante ter paciência, perseverança e saber por onde começar, pois o adestramento canino engloba todo um novo mundo para aqueles que acabam de decidir adotar um cachorro pela primeira vez ou esta tendo problemas com o comportamento de seu cão. Neste caso, eu recomendo que você comece por levar o seu companheiro ao veterinário, para tomar as vacinas ou remédio para parasitas conforme a indicação profissional.


Você deve ter consciência que não adianta tentar adestrar da mesma forma que você viu na televisão ou na internet. Para começar, cada raça de cachorro possui um temperamento, e cada cachorro é único, por isso nem sempre ele poderá reagir aos comandos da mesma maneira que outro cachorro da mesma raça. Portanto, para fazer um melhor adestramento você precisa acima de tudo conhecer muito bem o temperamento do seu cachorro.

Use sempre um reforço positivo como petiscos, carinho e vozes de aprovação sempre que o cachorro fizer algo correto, assim ele aprende de forma mais rápida e eficaz, além de ser um treinamento gostoso para ambas as partes.

O respeito do cão pelo seu dono é obtido quando o tutor tem uma postura firme, segura e decidida; se você for um tutor indeciso seu cão ficará confuso. Use sempre uma só palavra para o comando determinado.

Senta!

É o primeiro comando ser ensinado e o mais fácil de ensinar porque para ele é algo natural e não será trabalhoso para ele realizar a ação. Quando o cachorro aprende esse comando pode-se utilizar em várias situações como esperar para colocar a comida no prato, colocar a coleira ou quando você quer que ele não faça algo como pular por exemplo. Através desse comando a comunicação entre cão e tutor começa a ficar mais clara.

Fica!

Com esse comando o cachorro deve aprender a permanecer quieto mesmo com estímulos externos; como outros cães e pessoas por perto, pode ser utilizado quando você recebe visitas, ou não quer que ele saia pelo portão.

Deita!

Como sentar, conseguir que o cachorro se deite é uma das ações mais fáceis dele aprender. Além disso, esse é um processo lógico, uma vez que já pode dizer "fica", depois "senta" e, posteriormente, "deita". O cachorro vai associar a ação ao comando rapidamente e, no futuro, vai fazê-lo de forma quase automática, mas nunca esqueça que é necessária muita paciência e persistência durante todo o processo.

Vem aqui!

Você não quer que o seu cão fuja, ou passe por situações de perigo e que não preste atenção ou não venha quando você chamar. Por isso, a chamada VEM AQUI é o quarto comando básico na hora de adestrar um cachorro. Esse comando pode ser utilizado para , quando queremos fazer algum carinho, quando queremos nos comunicar com ele.



Quando ensinamos os comandos básicos eles aprendem a obedecer, a se comunicar conosco e acabamos mantendo uma rotina ideal e menos estressando com os cães.