Buscar
  • Vilmar Falcão

Seu cão está desenvolvendo um comportamento agressivo? Saiba o que fazer para evitar.

Atualizado: Out 7

Algumas pessoas pensam que existem cães que por natureza tendem a ser agressivos, de alguma forma existem cães com personalidades diferentes alguns tendem a ser mais protetores e territorialistas. Porém, não existe raça de cachorro que seja agressiva quando é criada, educada e treinada da maneira correta.

De fato um cachorro agressivo significa apenas que ele precisa de alguns ajustes na sua rotina e talvez algum treinamento para ajudar no processo de socialização.

O que acontece muitas vezes é que o tutor não percebe os sinais que antecedem esse comportamento e no futuro se depara com um cão agressivo. Não se esqueça que a responsabilidade do temperamento de seu cão é sempre será do tutor.

Não só os cães mais os animais em geral utilizam a linguagem corporal para se comunicar, que é usada com os seres humanos e também com outros animais; quando tem a intenção de intimidar, ele fixa os olhos, arrepia os pelos mostra os dentes, esses são sinais de que seu cachorro pode vir a ter comportamentos agressivos é necessário estar atento a esses comportamentos.

A primeira coisa a fazer quando seu cão começa a mostrar os primeiros sinais de agressividade através da linguagem corporal, é AFASTAR ele do estímulo que o incomoda e evitar que ele tenha contato visual com o pet ou pessoa que não o agrada.

O comportamento do animal também sofre influência de fatores como genética, idade, socialização, aprendizagem, ambiente, estado de saúde e até condição reprodutiva”,sendo assim existem alguns fatores que precisam ser observados :

· Dominância

· Medo

· Dor

· Frustração

· Distúrbios hormonais

· Solidão

· Privação de água ou de alimento

· Maus tratos

· Proteção materna

Outra atitude importante dos tutores é levar seu pet ao veterinário para descartar qualquer problema de saúde.

Caso não acha nenhum problema o ideal é procurar um adestrador ou terapeuta comportamental canino para analisar o caso e indicar as técnicas necessárias para corrigir esse comportamento.

Se seu cachorro é um filhote, o ideal é que você passeie bastante com ele e o apresente a diversos tipos de pessoas, de animais e de ambientes. Assim, ele se tornará um cão adulto muito mais tranquilo, seguro e sociável, alem disso rotina e limite são fundamentais.